Modalidades da hipnoterapia
(seção 'Saiba mais')

A hipnoterapia moderna vem se desenvolvendo a partir da década de 50 do século passado.

Desde então as duas linhas terapêuticas que obtiveram melhor aceitação entre a comunidade científica são a Hipnoterapia Clássica (modelo OMNI de regressão à causa) e a Hipnoterapia Ericksoniana.

Outras modalidades de hipnoterapia vêm apresentando resultados bastante promissores, embora ainda careçam de estudos que comprovem sua eficácia.

Hipnoterapia Clássica (modelo OMNI de regressão à causa / idade)

O modelo OMNI de hipnoterapia foi criado a partir dos conceitos desenvolvidos por Dave Elman (considerado o pai da hipnose clássica) e Gerald Kein, fundador da OMNI.

Partindo do princípio de que “para todo sintoma existe uma causa”, o modelo OMNI utiliza técnicas hipnóticas para identificar e trabalhar o acontecimento (ou cadeia de acontecimentos) que tornaram a pessoa suscetível a desenvolver os transtornos / sintomas a serem tratados.

Este conjunto de técnicas, conhecido como ‘Protocolo OMNI’, notabiliza-se por acessar até mesmo eventos traumáticos bastante antigos (situações das quais a pessoa tem pouca ou nenhuma lembrança).

Principais vantagens da hipnoterapia regressiva (modelo OMNI):

- metodologia extremamente consolidada, sendo a OMNI a única escola de hipnoterapia do mundo a possuir certificação ISO 9001 para a instituição e protocolo terapêutico

- em virtude de se tratar diretamente a causa do problema, o processo demanda bem menos tempo do que em outras linhas terapêuticas. Em grande parte das vezes o tratamento pode ser realizado em apenas uma visita à clínica ou consultório do hipnoterapeuta, em atendimento de até 5 horas (em alguns casos são indicados até dois atendimentos adicionais)

Principais desvantagens da hipnoterapia regressiva (modelo OMNI):

- possui restrições para tratamento de pessoas com cardiopatia grave, diagnóstico de esquizofrenia ou histórico de surtos psicóticos

- em muitos casos a pessoa irá lembrar / relembrar eventos traumáticos do passado, situação que pode ser momentaneamente desconfortável (mas que é fundamental para o êxito do processo terapêutico)

Hipnoterapia Ericksoniana / Hipnose Ericksoniana

A Hipnoterapia Ericksoniana foi desenvolvida a partir de técnicas criadas por Milton Erickson, psiquiatra norte-americano especializado em terapia familiar sistêmica.

Esta modalidade de hipnoterapia foi sistematizada com o auxílio de alunos e discípulos de Erickson, considerando estudos de Richard Bandler e John Grinder, criadores da Programação Neurolinguística (PNL).

A Hipnoterapia Ericksoniana não se vale de níveis profundos de transe, sendo o tratamento realizado muitas vezes em conversas com nível pleno de consciência, utilizando linguagem metafórica e sugestões indiretas.

Principais vantagens da hipnoterapia ericksoniana:

- por não ser voltada ao tratamento das causas dos problemas / sintomas, a hipnoterapia ericksoniana é um processo bastante suave, sem a necessidade de se reviver emoções desagradáveis

- não há restrições para o tratamento de pacientes com cardiopatia grave, diagnóstico de esquizofrenia ou histórico de surtos psicóticos, embora o hipnoterapeuta deva ser informado sobre estas questões

Principais desvantagens da hipnoterapia ericksoniana:

- o tratamento é um pouco mais demorado do que na hipnoterapia regressiva, demandando uma média de 6 a 12 atendimentos (uma sessão por semana, com duração de uma hora)

- a metodologia da hipnoterapia ericksoniana é menos estruturada do que no modelo OMNI, tornando-se mais difícil mensurar a efetividade da modalidade terapêutica como um todo (os resultados dependem demasiadamente dos talentos individuais e até da inspiração momentânea dos hipnoterapeutas)

Outras modalidades de hipnoterapia

Relacionamos aqui outras linhas de tratamento com hipnoterapia.

Embora ainda não sejam vertentes consolidadas da hipnoterapia, algumas delas vêm demonstrando bons resultados clínicos, com ótimo potencial de desenvolvimento.

>> Hipnoterapia integrativa
>> Hipnose neurossensorial
>> Hipnoterapia conversacional
>> Hipnose não-verbal
>> Hipnose comportamental cognitiva
>> Hipnoterapia comportamental
>> Hipnoterapia cognitiva
>> Hipnose condicionativa

Seções sugeridas

Índice